Saiba qual o melhor tipo de vending machine para o seu segmento

A vending machine pode ajudar o seu negócio de diversas formas. Ela pode contribuir para aumentar a produtividade e engajamento dos funcionários, para ampliar a oferta de serviços para os clientes e, até mesmo, para fidelizá-los.

Porém, é fundamental selecionar corretamente o tipo para investir e ter em seu empreendimento. Diante de tantas opções, nem sempre é fácil fazer a melhor escolha.

Como isso não deve impedir a sua empresa de aproveitar todas as oportunidades trazidas por esse recurso, veja dicas para escolher o melhor tipo!

Pense no uso que será dado à vending machine

O primeiro passo para decidir qual será o papel dela em seu negócio. Se o empreendimento é uma cafeteria, uma máquina de snacks talvez não faça tanto sentido. Por outro lado, uma de café tem tudo a ver com o estabelecimento.

Já se ela será para uso interno, como para os funcionários, precisará ter características diferentes. Uma vending machine que fica no corredor entre setores da empresa, normalmente, tem particularidades distintas daquela que está em um hospital particular.

Ao reconhecer o uso, dá para ter uma ideia melhor de qual é a opção conveniente para cada caso.

Considere qual é o porte do seu negócio

Além de identificar corretamente qual o tipo de máquina que deverá ser usado, ainda é necessário pensar na forma de operação. Há as máquinas compactas e as que são robustas.

Não adianta escolher uma completa para uma microempresa com poucos funcionários, da mesma forma que uma compacta não dará conta de um grande fluxo de pessoas. Avalie, portanto, como cada opção se encaixa dentro do porte do seu empreendimento.

Quanto maiores forem o negócio o uso da vending machine, mais preparada ela deve ser para absorver o grande número de solicitações.

Avalie a capacidade de investimento

O preço não deve ser o elemento crucial para tomar a decisão. Afinal, nem sempre a máquina mais barata tem qualidade ou é a que se encaixa dentro das necessidades de porte e operação.

Ao mesmo tempo, ele é um fator que não pode ser desconsiderado, já que há uma questão quanto ao dinheiro que existe disponível para essa aplicação. Com isso, é fundamental reconhecer a capacidade de investimento do seu negócio.

E isso, inclusive, não diz respeito apenas ao valor da máquina. É preciso, também, pensar em questões como os funcionários para operá-las, consumo de energia elétrica e assim por diante.

A partir disso, é possível chegar à conclusão que vale à pena alugar uma máquina mais cara, mas 100% automática e econômica, do que ficar com a opção barata, mas que gera custos maiores.

Considere uma escolha casada

A adoção de vending machines dentro do empreendimento é bastante versátil. Por causa disso, não é preciso se ater somente a uma escolha, se as exigências forem amplas.

Dá para escolher uma robusta para a operação junto aos clientes e uma compacta para uso interno, por exemplo. Também dá para adotar uma máquina de café e uma de snacks ou opções diferenciadas para locais específicos do empreendimento.

Ao fazer uma escolha casada, contratando tipos diferentes, é ainda mais fácil atender às necessidades específicas e variadas de cada empresa.

Selecionar o tipo de vending machine é fundamental para o sucesso da estratégia. Ao considerar uso, porte e capacidade de investimento, é possível escolher a melhor escolha — ou, mesmo, pensar em uma seleção casada, sendo ainda mais versátil!

Sabendo de tudo isso, qual é a opção que se encaixa melhor no seu negócio? Ainda tem dúvidas? Entre em contato conosco!