As diferenças entre café em sachê e café em cápsula

Estamos diante de um mundo de avanços, onde a tecnologia faz cada vez mais parte do dia-a-dia. Isto também acontece quando o assunto é o preparo de uma xícara de expresso de uma forma cada vez mais prática e refinada. As modernas máquinas para uso doméstico tem acompanhando bem evolução do mercado brasileiro.

Por essa razão, é conveniente explicarmos as diferenças entre café em sachê e café em cápsula. No café em sachê, cada unidade possui aproximadamente 7 gramas de grãos moídos e acondicionados.

Trata-se do padrão E.S.E (Easy Serving Espresso) europeu , comum em todas as máquinas destes modelos. Esse sistema garante um produto mais acessível, porém de excelente qualidade. Tais vantagens encorajam até muitos consumidores a trocarem suas máquinas.

Já no sistema em cápsula, há uma variação entre cinco a oito gramas e o conteúdo é acondicionado em um recipiente de plástico ou alumínio.

Neste caso, não há um padrão e cada torrefador pode criar suas próprias medidas. Isso limita as opções do consumidor, que fica “a mercê” de um único produto.

Além disso, em países da Europa, está próxima a proibição deste sistema, por não ser reciclável. O café em sachê não polui. Cada unidade possui apenas 2 gramas de papel, que em 6 meses estará reintegrado ao ambiente.

Os profissionais e apreciadores de um bom café, não há porquê resistir à modernidade.

Fonte:
Assessoria de Imprensa da ABCS
(Associação Brasileira de Café em sachê)